Receitas tradicionais

Comida com feijão verde

Comida com feijão verde

A comida com feijão verde é uma das minhas preferidas, por isso fui trabalhar esta noite, porque tenho feijão verde no congelador o preparo foi rápido.

  • 350 g de feijão verde
  • 1 cebola grande
  • 2-3 colheres de sopa de azeite
  • 4 colheres de sopa de suco de tomate
  • 1 conexão endro
  • 3 dentes de alho
  • 1/2 colher de chá de sal
  • uma gravata de endro verde

Porções: 3

Tempo de preparação: menos de 60 minutos

PREPARAÇÃO DA RECEITA Prato de feijão verde:

As cebolas são limpas, lavadas e picadas finamente.

Coloque o azeite e a cebola em uma panela junto com um copo d'água para abafar.

Quando a cebola ficar vítrea acrescente o feijão e 250 ml. a água.

Ferva até que o feijão esteja cozido, cerca de 20 minutos.

Adicione o suco de tomate e cozinhe por mais 10 minutos.

Quando tudo estiver cozido, acrescente o alho limpo e amassado.

Sal a gosto, adicione o endro picado e cubra com uma tampa.

Para a apresentação coloquei 2 pimentões assados ​​e tiras de cenoura em conserva.

Bom apetite!


Feijão verde com carne

Mesmo um prato tão simples como esta refeição de feijão verde com vagens de carne pode se tornar especial, acrescentando apenas dois "ingredientes" que sempre mudam tudo: o carinho e o amor. Bastante.

Ingrediente:

750 gramas de carne
750 gramas de vagens congeladas de feijão verde ou 1 kg. feijão verde fresco
150 gramas de cebola em cubos
3 dentes de alho esmagados
100 gramas de cenouras (se estiverem maduras, cortadas em cubos; se estiverem muito crus, podem ser deixadas inteiras ou cortadas no sentido do comprimento, em quartos, etc.)
30 gramas de aipo picado
1 pimenta vermelha em cubos de tamanho médio (uma kapia que usei)
350 gramas de tomate fresco torrado e descascado ou 2-3 tomates enlatados + 3-4 colheres de sopa de caldo
1 colher de sopa de óleo vegetal
opcional: 1 litro de sopa de frango ou vegetais
verduras favoritas (usei salsa verde, você pode usar endro se preferir)
opcional: 1 colher de sopa de amido de milho
1 folha de louro
sal e pimenta

1. Em uma panela ou frigideira funda e larga, doure a carne por todos os lados.

2. Retire a carne dourada em uma tigela e mantenha quente. Na frigideira junte a cebola, o aipo, a pimenta, 2 dos dentes de alho e as cenouras em cubos, se utilizar as maduras. Polvilhe com uma pitada de sal e reduza o lume. Frite os legumes até que comecem a amolecer e acrescente a carne por cima com todo o suco que sobrou na tigela (foto à esquerda). Adicione a folha de louro e a sopa quente (ou água), cubra com uma tampa, reduza o fogo para baixo e cozinhe até que a carne esteja macia, acrescentando um pouco de água quente se necessário.

3. Depois que a carne ficar tenra, leve-a ao picador e deixe esfriar antes de desossar e, claro, se usar carne desossada, não será necessário. No líquido restante adicione o feijão verde, se for usar cenouras jovens escaldadas, agora é a hora de adicioná-los e somente se for absolutamente necessário adicionar água quente. Depois que a comida ferver, adicione os tomates em cubos (foto acima, à direita). Leve à fervura, em fogo adequado, sem tampa, até que o feijão verde tenha amaciado, sem muito fervido, virar mingau. Em seguida, adicione sal e pimenta a gosto e o 3º dente de alho amassado, acrescente a carne picada aos cubos e leve à fervura. Se você quiser um molho mais espesso, pode adicionar 1 colher de sopa de amido de milho ralado dissolvido em 2-3 colheres de sopa de água fria.


Filtros de receita

Uma mãe revela em um post no Facebook por que usa uma corrente de girassol verde no pescoço e por que ela e sua família foram tratadas com ela.

Especialistas alertam que em um futuro próximo enfrentaremos novamente uma invasão de pintassilgos verdes. Descubra como é possível!

As fezes verdes ocorrem quando certos desequilíbrios ocorrem no corpo ou devido a doenças que afetam o funcionamento normal de todo o sistema metabólico.

Desde os primeiros momentos de vida, precisamos do calor, do amor e da dedicação de nossa mãe mais do que qualquer coisa. Essas necessidades não desaparecem à medida que crescemos, mas nós sim.

O dinheiro é uma questão delicada para muitos casais e até mesmo um motivo de separação, em alguns casos. Não faz muito tempo, dizia-se que o homem era o chefe da família.

Pelo sexto ano consecutivo, Lidl e a Polícia Romena continuam a contribuir para a educação das crianças na estrada, através da campanha nacional & bdquoVerde para a educação para.

O Cartoon Network anunciou hoje que a série Elliott From Earth recebeu luz verde e será feita pela equipe britânica por trás da série de sucesso Amazing World.


Arquivo 500 g cod,
3 cebolas,
1 dente de alho,
500 g de feijão verde (congelado ou fresco),
4 tomates,
sal, pimenta, óleo,

Pique a cebola, cozinhe no azeite. Quando ficar translúcido, acrescente o alho amassado ou ralado, mexa por 1 minuto.

Adicione o feijão verde e cozinhe por 15 minutos.

Em seguida, adicione o tomate pelado e picado e, em seguida, os pedaços de peixe. Adicione sal e pimenta. Deixe ferver por mais 10-15 minutos.


O melhor prato de feijão verde. A receita que poucos chefs conhecem

O melhor m & acircncare de feijão verde. A receita que poucos chefs conhecem

Usado em pratos principais, mas também em vários tipos de saladas, o feijão verde é uma importante fonte de vitaminas C, K e outros nutrientes como ferro, magnésio e cálcio. Para esta farinha de feijão verde, ferva os vegetais em fogo baixo, porque assim menos nutrientes são perdidos.

FONTE: REALITATEA.NET

AUTOR: REALITATEA.NET

Ingredientes (4 porções)

500 g de feijão verde (vagens)

Lave os grãos de feijão, limpe-os em dois ou três, dependendo do tamanho. Lave as abóboras e corte-as em cubos. Pique a cebola picada e rale a cenoura.

Despeje o azeite em uma panela e refogue a cebola picada e o alho, misture e acrescente a cenoura. Adicione pimenta e deixe endurecer um pouco. Adicione a abobrinha, o louro e a vagem, despeje um pouco de água quente e deixe ferver. Quando estiverem quase prontos, adicione os tomates picados aos cubos e cozinhe para reduzir o molho.

No final, adicione sal e pimenta se necessário e desligue o fogo. O prato fica muito bom com endro picado polvilhado em abundância, mas se quiser experimentar novos sabores pode colocar hortelã fresca.


Feijão verde assado

que pode ou não ser picante (dependendo da preferência), com ou sem amêndoas crocantes. Sua decisão.

E porque estamos jejuando, é uma oportunidade maravilhosa de enriquecer nosso repertório receitas de jejum.

450 g de feijão verde congelado

5-6 colheres de sopa de molho de soja

1 colher de chá de alho granulado

1 colher de chá de flocos de pimenta (opcional)

3 colheres de chá de amêndoas picadas (opcional)

-quantidades para 2-3 porções & ndash

Por quê:

Faça uma mistura de: molho de soja, óleo, açúcar, alho granulado e misture até que o açúcar se dissolva.

Coloque o feijão verde (descongelado) em uma tigela grande e despeje o molho por cima.

Misture bem (à mão!) Para cobrir todo o feijão no molho e coloque na bandeja, em camada fina (não sobrepor muito tempo),

polvilhe as amêndoas por cima (coloquei no forno e depois de cozinhar, num prato).

Leve ao forno pré-aquecido a 180 C por cerca de 20-25 minutos (dependendo de quanto você preferir cozinhá-lo). Em 20 minutos, sai mais & ldquoal dente & rdquo.


Batata com feijão verde

Improvisação não é algo que eu diria que faço muito bem. E o desperdício sempre foi um pequeno problema que continuamos tentando resolver. Consegui até certo ponto, mas não completamente. Mas esse período prova que eu realmente não me esforcei o suficiente. Sempre gostei de ter as condições perfeitas, os ingredientes perfeitos e a ideia perfeita antes de começar a cozinhar. Por causa disso, também aparece desperdício, se o ingrediente não era realmente perfeito, não foi utilizado. Acho que você percebeu, eu percebi: "perfeito" era o problema. Aqui estou eu em condições imperfeitas, com ingredientes que outra pessoa da loja escolhe para mim e ainda assim as coisas estão melhores do que nunca. A improvisação está no auge e o desperdício chegou a zero. Não poderia ser bom? Excedemos nossas limitações apenas em condições extremas?

A receita partiu de umas batatas cozidas que sobraram de ontem e um pouco de feijão verde congelado no fundo de um saco. Achei que feijão ia bem com alho, alho com anchovas, anchovas com limão. foi assim que nasceu essa combinação, em movimento.


30 receitas de doces com sabor de feijão verde para o Dia de Ação de Graças que irão encenar o pássaro

À medida que avançamos em direção a um Dia de Ação de Graças diferente do que a maioria dos outros dias de Ação de Graças, a maioria de nós se inclina ainda mais para os clássicos: peru, recheio, purê de batata e feijão verde. Todos nós queremos nos sentir o mais normais possível durante a temporada de férias, com uma comida que nos conforta e simplesmente não nos sentimos como uma refeição de Ação de Graças sem um enfeite verde.

Relacionado a: 10 principais receitas de Ação de Graças Potluck

Estes 30 receitas de feijão verde para o Dia de Ação de Graças cubra todos os princípios básicos, desde molhos de feijão verde simples com mel e mostarda (ou talvez um vinagrete de cerefólio) até caçarolas de feijão verde cremosas (um novo olhar para a caçarola de feijão verde da velha escola com cogumelos e chalotas crocantes por cima!) Os feijões verdes são um pouco distantes dos tradicionais. Feijão verde Miso, alguém? E você não pode decidir entre feijão verde e couve de Bruxelas, você pode fritar uma combinação dos dois - não há nada de errado com vegetais em cima de vegetais!

Você pode usar feijão verde regular com qualquer uma dessas receitas ou feijão verde, que também é chamado de feijão verde francês. Feijão significa feijão em francês e vert significa verde. Os feijões verdes são ligeiramente mais finos e delicados do que os feijões verdes comuns e vale a pena conferir por sua apresentação elegante. Eles vão cozinhar um pouco mais rápido do que seus primos mais grossos, mas fique à vontade para usar quantos grãos você quiser!

E se você está procurando uma tarefa de cozinha para dar a uma criança ou uma ajuda desejada, quebrar ou cortar as pontas do feijão é bastante simples para mãos pequenas e pode ser feito durante a conversa, lembrando este Dia de Ação de Graças.


Aqui estão as 12 melhores receitas de abóbora salgada para experimentar neste Dia de Ação de Graças.


Caçarola de peixe com feijão verde - receita de mosteiro

Reduza a quantidade de peixe e outros ingredientes se quiser menos porções.

ingredientes

  • 8 pedaços de peixe
  • 300 g de feijão verde
  • 1 cebola grande ou 2 cebolas médias
  • 1 litro de água
  • 1 colher de sopa de endro
  • 1 colher de sopa de salsa
  • 5-6 colheres de sopa de óleo
  • Sal e pimenta a gosto

Método de preparação

O peixe é limpo, lavado e salgado. Deixe descansar por 10 minutos.

Enquanto isso, prepare o feijão. Lave e corte ao meio, se as bainhas forem grandes.

Despeje a água em uma panela grande. Adicione o feijão verde e a cebola cortada em tiras ou em pedaços maiores, conforme desejar.

Adicione o azeite, o endro, o sal e a pimenta. Mexa e adicione os pedaços de peixe. Você também pode adicionar suco de tomate ou tomate picado.

Coloque a panela no forno pré-aquecido.

Deixe o peixe e o feijão penetrarem bem. Quando a comida estiver pronta, acrescente a salsinha picada e desligue o fogo.

Peixe de feijão verde pode ser servido com polenta e mujdei ou com pão.

Os benefícios da receita

Como você pode ver, esta receita não usa fritura. Coloque todos os ingredientes em uma tigela e leve ao forno.

Este é mais um motivo para tentar.

É um alimento dietético, mas completo ao mesmo tempo.

O feijão verde tem um conteúdo calórico muito menor do que o feijão seco.

Também tem menos calorias. Contém proteínas, fibras, magnésio, ferro, cobre e ácido fólico.

Estudos relacionaram o consumo de feijão a um menor risco de doenças.

Este alimento combate principalmente o diabetes tipo 2, hipertensão, doença coronariana e síndrome metabólica.

Um benefício exclusivo das vagens de feijão verde é que ele apoia a saúde dos ossos e da cartilagem.

Isso ocorre porque ele contém silício, que tem uma boa taxa (25-50%) de absorção pelo corpo.

O feijão verde pode reduzir o risco de osteoporose em mulheres na pós-menopausa.

Fontes do artigo:

1. Os alimentos mais saudáveis ​​do mundo, feijão verde: http://www.whfoods.com/genpage.php?tname=foodspice&dbid=134
2. Tudor Osiac, Peixe frito com feijão verde, Health with Meals from Monasteries on Mount Athos and in Romania, Evanghelismos Publishing House, Bucareste, 2014, pp. 119-120

* Os conselhos e quaisquer informações de saúde disponíveis neste site têm caráter informativo, não substituem a recomendação do médico. Se você sofre de doenças crônicas ou segue medicamentos, recomendamos que consulte seu médico antes de iniciar uma cura ou tratamento natural para evitar a interação. Ao adiar ou interromper os tratamentos médicos clássicos, você pode colocar sua saúde em perigo.


Como fazer comida de feijão verde e sobre a terapia de feijão verde

Neste verão, decidi fazer uma cura de feijão verde durante toda a temporada.

Até o ano passado tínhamos um sistema de abastecimento muito bem desenvolvido. Eu estava estocando para o inverno, que comia na primavera.

Há cerca de 12 anos, temos uma caixa refrigerada de 400 litros, que enchemos com “toneladas” de frutas e vegetais. Eu colocava dezenas de quilos de frutas vermelhas, dezenas de quilos de feijão verde, dezenas de quilos de abóboras, e acordava na primavera que "não tinha tempo" de esvaziar a caixa e começar a "estressar" e tentando esvaziá-lo. que ele teve que descongelar para pausar, então, e então enchê-lo novamente & # 8230

O que acontece? Adquiri o hábito de passear pelo mercado no inverno. Tem gente que tem boa adega e então, vem no inverno com verdura à venda e eu gostava de uma boa salada de raiz com travessa de feijão ou grão-de-bico, e esqueci o feijão verde, porque meu feijão congelado ainda é difícil de ferver. .

Então eu congelei as groselhas em julho e as deixei para o outono, mas esqueci delas, porque o outono era pasta de rosa mosqueta e espinheiro e & # 8230, olhe, elas ficaram congeladas até a primavera, quando eu não tive vontade delas, porque eles estavam invadindo verduras e maçãs ainda estavam no porão & # 8230

Este ano, abolimos o engradado, porque nos propusemos a comer frutas e verduras na estação e prontas. Então, neste verão, comemos feijão verde, porque saiu no nariz.

Mas ao ver a "tentação", o hábito, & # 8230 fui ao mercado e me deparei com uma tia que me seduz com um feijão verde tão fino, daquele largo, tenro e bom, "e só com 2 leus por quilo ! ”. Bem, como posso resistir? Então peguei todo o feijão da mulher. Tinha cerca de 14 kg. O que posso fazer com ele & # 8230?, Porque não posso mantê-lo por muito tempo e não podemos comer tudo de uma vez & # 8230 Então, coloquei cerca de 10 sacos no congelador, mas com a promessa de não mantenha-o até a primavera & # 8230

Bem, vamos voltar ao prato de feijão!

Eu estava te contando no livro Eu me atrevo a viver saudável que arrisquei muito com minha mãe. Uma das pegadinhas era cozinhar feijão verde & # 8230

Minha mãe estava preparando um excelente prato de feijão verde!

Depois de tirar o feijão dos talos, ele lavava e colocava na panela grande de tuci.

Ele derramou uma xícara de água fervente sobre o feijão, misturou bem, colocou uma tampa fixa e cozinhou. E quando ficou pronto, bem embebido, deitar 1 a 2 colheres de “azeite” (óleo de girassol) e sal, mexer bem e tampar e tirar do lume.

Até que o óleo entrou nela, minha mãe mastigou a polenta

e meu pai estava fazendo o mujdei, e nós, as crianças, estávamos assistindo toda a preparação "no fogão" e esperávamos impacientemente para encher nossas tigelas & # 8230 e então comíamos para nos arruinar.

Então, aprendi a fazer vagens de feijão e sempre fiz isso!

Mas quando me casei, meu marido gostava de feijão verde da mesma forma que sua mãe & # 8230

A sogra prepara o prato de feijão verde assim:

Lave, corte em pontas e depois em pedacinhos. Em seguida, coloque para ferver em uma panela com cenoura fatiada, uma cebola grande picada e azeite. Depois de ferver tudo bem, faça um molho de farinha (ou seja, uma colher de sopa de farinha de trigo embebida em água) e coloque por cima e misture bem e depois deixe ferver por mais dois e pronto o prato.

e olha, aprendi outra receita! Mas eu também gosto mais disso da minha mãe

Feijão cozido de acordo com a receita da sogra também é bom, mesmo que seja mais longo e o sabor do feijão seja diminuído, mas a refeição de feijão verde suprimida é "mortal". Coloquei muito alho amassado no final e depois uma colher de sopa de óleo. Se o feijão estiver macio (ou seja, se não tiver linha), é o bife mais forte, depois do qual morro e não o trocaria por nenhum outro bife & # 8230

Recentemente descobri um molho de feijão mortal, e não apenas para ela, & # 8230:

alho amassado, azeite levemente aquecido para acentuar o cheiro de alho, gengibre ralado e flocos de fermento. Você pode ver essa mistura na análise da foto abaixo & # 8230

Há cerca de 13 anos, um amigo nosso médico me deu uma fotocópia de um livro para levar a um colega de faculdade que queria fazer uma tese de bacharelado sobre a diferença entre jejum e dieta e eu, curioso sobre isso. Eu enfiei meu nariz nisso. Não me lembro como era chamado, quem o escreveu, mas me lembrei que há um terapia de feijão verde, que é muito bom para a saúde e desde então, comecei a prestar muita atenção ao feijão verde.

Pesquisando na internet, encontrei um bom artigo sobre a Fórmula AS, que a descreve com mais detalhes "O que é bom" feijão verde. Com um "copiar" e um "colar" coloquei no set.

Certifique-se de servir com fubá fresco "em oito carreiras", moído com um moedor de cozinha e depois, vamos conversar!

GREEN BEANS & # 8211, um alimento-remédio pouco conhecido

Diz-se que o feijão é originário da América e que chegou tarde ao nosso país. Seu uso na dieta romena é mencionado apenas no início do século XVIII.

(Existem várias variedades de feijão, mas gostamos mais das favas carnudas e amarelas & # 8230 Esta variedade também é a mais procurada no mercado).

A cor amarela é dada pelos flavonóides, substâncias com efeitos antiinflamatórios e antioxidantes que contém.
Todas as variedades são boas para o corpo, apenas para serem frescas e saudáveis.

Os especialistas afirmam que quanto mais vivo e intenso o feijão, mais forte é sua ação terapêutica.

Como preparar e como comer feijão verde
Para aproveitar as guloseimas escondidas na vagem do feijão, é preciso consumi-la rapidamente fervida em um pouco de água. O cozimento ou a fritura prolongados destroem grande parte de suas vitaminas e outros ingredientes ativos. Os feijões enlatados não têm valor porque perderam muitas qualidades. Além disso, os grãos congelados não são preferíveis, porque nada é preservado do poder terapêutico das vagens recém-cozidas.

"Tratamentos preventivos

Aterosclerose
& # 8211 muitas das substâncias ativas contidas no feijão verde têm ação comprovada na prevenção da formação de placas de ateroma nas artérias. Vitaminas A e C, magnésio, potássio, ácidos graxos ômega 3 contidos na vagem do feijão, todos contribuem para esse efeito antiaterosclerótico, diminuindo o percentual de colesterol negativo (LDL) e evitando sua oxidação e deposição nas paredes dos vasos sanguíneos.

Diabetes
& # 8211 O alto consumo de feijão verde durante o verão impede a assimilação de açúcares, devido ao teor de fibra alimentar dessa leguminosa. Recomenda-se a utilização de cintos de um mês, período em que o feijão é consumido quatro dias por semana.
Prevenção do câncer de cólon
& # 8211 As vitaminas e os pigmentos das vagens protegem as células do intestino grosso da ação mutagênica de alguns carcinógenos, freqüentemente presentes na dieta moderna. Então, a fibra dietética contida no feijão reduz em mais de 50% a possibilidade de câncer de cólon se consumida constantemente.

Distúrbios de memória
A vitamina B1, contida no feijão verde, tem um papel importante na estimulação e manutenção das funções cognitivas do cérebro, especialmente a memória. Participa da síntese da acetilcolina, neurotransmissor essencial para a memória e cuja ausência está correlacionada ao aparecimento do Alzheimer.

Osteoporose, raquitismo
& # 8211 O feijão está entre os alimentos mais ricos em vitamina K e, além disso, tem a vantagem de poder ser consumido em grandes quantidades. Ou, a vitamina K desempenha um papel crucial na manutenção da saúde do sistema esquelético. Um estudo alemão mostra, por exemplo, que mulheres na menopausa que consomem regularmente vitamina K de fontes naturais são muito menos afetadas pela osteoporose e muito menos suscetíveis a fraturas. Essa vitamina, contida em abundância no feijão, retarda a ação das células, chamadas de osteoclastos, responsáveis ​​pela perda óssea.

Cálculos biliares
& # 8211 O consumo de feijão verde traz para o corpo uma quantidade significativa de fibra alimentar, ou seja, substâncias indigestíveis, que desempenham um papel na varredura e limpeza do trato digestivo. Bem, a pesquisa mostra que o consumo regular dessas fibras dietéticas também previne cálculos biliares.

Tratamentos internos
Hipertensão
& # 8211 O magnésio e o potássio nos feijões verdes são duas drogas que formam um conjunto formidável na redução e estabilização da pressão arterial. Recomenda-se o consumo de 240 g de feijão por dia durante pelo menos um mês, sendo o tratamento útil na prevenção de complicações graves da hipertensão, como infarto ou derrame.

Constipação
& # 8211 Pesquisadores da Escola de Medicina de Chicago demonstraram que duas porções de feijão verde (cerca de 280 g), consumidas diariamente, contêm a dose ideal de fibra alimentar insolúvel necessária para normalizar o trânsito intestinal. Os cerca de 30 g de fibra alimentar contidos em duas porções de feijão verde empurram como um pistão os resíduos do cólon, limpam as paredes do intestino grosso e ajudam a restaurar a flora intestinal, afetada por alimentos não saudáveis.
Níveis elevados de colesterol e triglicerídeos
& # 8211 A mesma fibra dietética mencionada acima também está envolvida na redução do nível de gorduras e açúcar no sangue. Os pesquisadores mostraram que apenas 180 g de feijão verde, consumido diariamente por 28 dias, contribui para uma redução de 10-20% no colesterol negativo (LDL).
Adjuvante em diabetes tipo II
& # 8211 O consumo frequente de feijão verde pode reduzir o açúcar no sangue, por ação direta (os frutos do feijão contêm substâncias hipoglicêmicas), mas também por estimular a atividade do pâncreas. Como tal, recomenda-se consumir uma porção de feijão verde pelo menos três vezes por semana.

Adjuvante em hepatite e cirrose
& # 8211 O feijão verde cozido está entre os alimentos mais bem tolerados pelo fígado, sendo especialmente recomendado para pessoas que sofrem de hepatite crônica, especialmente com progressão para cirrose. Contém proteínas com baixo grau de toxicidade, vitaminas que auxiliam a atividade do fígado, mas também outras substâncias com efeito tônico hepático. A dose diária recomendada de feijão de vagem é 150-200 g.

Asma
O beta-caroteno e os flavonóides abundantes nas vagens amarelas intensas, assim como a vitamina C, que encontramos em todos os tipos de feijão verde, têm fortes efeitos antiinflamatórios nas vias respiratórias e reduzem a intensidade da reação alérgica. No verão, recomenda-se a utilização de cinturões de um mês, período em que são consumidos 250 g de feijão cinco vezes por semana.

Engorda
& # 8211 Uma grande porção de vagens (240 g), cozida com um pouco de azeite, especiarias e cebolinha, contém menos de 300 calorias, em vez disso, cria uma sensação de saciedade duradoura, sendo muito mais do que suficiente. Portanto, este alimento é uma verdadeira droga para emagrecer, especialmente recomendado por estimular o trânsito intestinal e ter propriedades diuréticas, ajudando assim a emagrecer mais rapidamente.

Osteoartrite, artrite reumatóide
& # 8211 o feijão verde contém, além dos clássicos anti-reumáticos (vitaminas A e C, flavonóides), um oligoelemento menos comum: cobre em forma orgânica, assimilável. A adição de cobre na dieta leva a uma redução significativa dos sintomas de reumatismo (especialmente dor e rigidez nas articulações), sendo os efeitos duradouros. Recomenda-se, como tal, cintos de 3-6 semanas, período durante o qual pelo menos 1,6 kg de vagem são consumidos semanalmente.

Imunidade
& # 8211 é recomendado o consumo de frutos amarelos ou verdes, com pigmentações escuras e avermelhadas. Essas variedades contêm muitas substâncias ativas (vitaminas, flavonóides, antocianinas), que estimulam a produção e ativam as células do sistema imunológico. Pessoas suscetíveis a infecções, com predisposição a doenças tumorais, devem consumir pelo menos uma vez a cada dois dias uma porção de feijão cozido no vapor ou fervura.

Convalescença, astenia
& # 8211 Comem-se os feijões verdes cozidos, acrescentando-se apenas sal e especiarias, um pouco de óleo e suco de limão, para que seja bem digerível. É fácil de metabolizar, desde que você não tenha intolerância digestiva a esse alimento e, além disso, contém, além de toda uma série de minerais e vitaminas, ácido silícico, substância com propriedades energizantes.

Enxaqueca
& # 8211 Foi demonstrado que a riboflavina (vitamina B2), o silício orgânico e os flavonóides contidos nos feijões verdes reduzem a frequência das crises de enxaqueca, independentemente de sua natureza. Pessoas que sofrem de enxaqueca devem consumir este alimento pelo menos 4 vezes por semana, principalmente nos dias em que precisam fazer grandes esforços, seja mental ou intelectualmente.

Deficiências de minerais e vitaminas
Magnésio e cálcio & # 8211 250 g de vagens fornecem quase um quarto das necessidades diárias desses dois minerais constituintes. Menos de 25% da necessidade de cálcio ou magnésio não parece ser muito, mas a pesquisa mostrou que os minerais recebidos de várias fontes naturais são assimilados e usados ​​pelo corpo com mais eficiência do que aqueles recebidos de uma única fonte, como laticínios ou comprimidos de cálcio. Assim, o feijão verde, embora não seja campeão desses minerais, é muito importante porque ajuda a diversificar as fontes de onde provém.
Feijões verdes de ferro e # 8211 são uma das melhores fontes vegetais de ferro orgânico, contendo uma porcentagem maior desse oligoelemento do que o espinafre ou mesmo a urtiga. Este mineral é essencial para o transporte de oxigênio dos pulmões para todos os tecidos do corpo, para a produção de energia no corpo. Além do ferro, o feijão verde contém dois outros oligoelementos importantes, a saber: cobre e zinco.
Vitamina A & # 8211 uma porção de feijão verde normalmente fornece 30% da necessidade dessa vitamina, mas o feijão amarelo intenso pode chegar a 50%. Esta vitamina é essencial para a visão, o sistema imunológico e a proteção do corpo contra os radicais livres.

Vitaminas do complexo B & # 8211 Quatro vitaminas deste complexo, a saber, B1, B2, B3 e B6, estão contidas em quantidades consideráveis ​​nas vagens de feijão. São vitaminas muito importantes para o corpo, essenciais para o sistema nervoso, para o sistema imunológico, para os processos de assimilação de açúcares, proteínas e gorduras.
Vitamina C & # 8211 250 g de feijão consumido diariamente cobre quase 50% das necessidades diárias de vitamina C, essencial para o combate do organismo às infecções, para a manutenção da saúde do sistema cardiovascular, para o equilíbrio hormonal.
Vitamina K & # 8211 neste campo, o feijão está no pódio, estando entre os alimentos mais ricos nesta vitamina. Apenas 250 g de vagens cobrem quase 100% da vitamina K necessária, muito importante para a resistência óssea (ajuda a soldar as moléculas de cálcio no osso), para os processos de coagulação e recuperação de tecidos danificados.

PRECAUÇÕES E CONTRA-INDICAÇÕES
Pessoas que sofrem de pedras nos rins de oxalato comem com cautela feijão verde, não mais do que uma vez por semana. Isso ocorre porque os grãos têm um teor bastante alto de sais de ácido oxálico.
Em caso de dispepsia, predisposição a flatulência, o feijão verde será consumido preferencialmente temperado com plantas carminativas, como tomilho, manjericão, cominho, orégano”.